Saltar para os conteúdos

Visitar

O Centro de Artes e Cultura e o Centro de Formação e Cultura Contemporânea de Ponte de Sor dispõem de cinco espaços expositivos de artes plásticas. que permitem receber diversos artistas regionais, nacionais e internacionais. Dois destes espaços encontram-se protocolados com a Fundação das Casas de Fronteira e Alorna e a Associação Cultural Sete Sóis Sete Luas respetivamente. O Município de Ponte de Sor dispõe no seu acervo municipal de arte mais de quatrocentas obras dos variadíssimos autores que já exposeram nos diversos espaços ao longo das últimas décadas.


Maior Mosaico de Cortiça do Mundo

Ponte de Sor, cidade do Alto Alentejo, situada numa das maiores manchas de montado do país, figura desde o final do mês de Setembro de 2014 no Guinness Book of Records, com um evento em que a cortiça teve papel preponderante.

O Município de Ponte de Sor lançou, no início desse mesmo ano, o desafio ao artista albanês Saimir Strati – o mestre do mosaico, detentor de vários recordes do Guiness, com trabalhos executados nos mais diversos materiais – para ser construído em Ponte de Sor, no Centro de Artes e Cultura, o maior mosaico do mundo com rolhas de cortiça.

O objetivo era colocar a cidade e o concelho no Guinness Book of Records, e ao mesmo tempo promover um dos produtos charneira do território e a indústria de transformação a ele associado.

Este repto foi aceite pelo artista e à iniciativa, promovida pela Câmara Municipal, juntaram-se a Associação Sete Sóis Sete Luas e a Entidade Regional do Turismo do Alentejo e Ribatejo, no âmbito da candidatura do Montado Alentejano a Património da Humanidade e na sua dinamização enquanto bem cultural.

Um mês intenso de trabalho, entre o final de agosto e o final de setembro, permitiu que o recorde fosse atingido, com a construção de um mosaico com 157,12 m² , com cerca de 400 000 rolhas, certificado por um juíz oficial do Guiness.

Tal performance não teria sido possível sem a ajuda da indústria de transformação e exploração de cortiça através de empresas de transformação e exploração de cortiça sedeadas no concelho de Ponte de Sor, que ofereceram todas as rolhas necessárias ao trabalho, evidenciando assim uma importante interligação entre a cultura e uma das principais atividades económicas deste concelho alentejano.

A obra pode agora ser visitada, uma vez que ficará permanentemente em Ponte de Sor, nas instalações no Centro de Artes e Cultura de Ponte de Sor, de segunda a sábado entre as 09:00 h e as 18:00 h.